Alterações ambientais

Olá Alunos,

Vamos falar agora desse assunto que aflige a todos nós e que é sem dúvida o  grande agravante da umanidade atualmente.

As alterações ambientais podem ocorrer nos diferentes ecossistemas do nosso planeta e suas consequências podem ser irreversíveis, extinguindo espécies e provocando mudanças em nossos hábitos. Algumas são provocadas pelo homem e outras pela própria natureza. Veja algumas dessas alterações ambientais. Ah! não esqueça de acessar os liks também.

Como o ambiente pode se alterar

 O equilíbrio da natureza pode ser alterado tanto por atitudes humanas como por processos naturais.

Se num campo, por exemplo, o homem exterminar as cobras, que se alimentam de ratos, sobrarão ratos famintos que atacarão a primeira cultura de grãos ( como o trigo) que encontrarem, trazendo grandes prejuízos ao agricultor.

Exemplos de equilíbrio rompido por fatores naturais: as cinzas expelidas por vulcões contêm enxofre, destruindo a vegetação localizada em suas proximidades; as enxurradas provocadas pelas chuvas carregam os materiais nutritivos do solo; os incêndios causados por raios nas matas destroem o solo fértil.

Atualmente, entretanto, as maiores alterações que ocorrem no ambiente são causadas pela ação do homem.

Como o homem modifica o ambiente

Desde a pré-História, o homem vem modificando a natureza. No início, porém, a ação humana – caçar animais para se alimentar, derrubar árvores para construir casas etc. – não provocava grandes danos ao meio ambiente, pois a população na época era muito pequena. Além disso, o homem não dispunha ainda de instrumentos tão aperfeiçoados como os atuais.

Mas, com o desenvolvimento das atividades econômicas, a exploração dos recursos naturais foi se tornando cada vez mais intensa. A vegetação natural foi substituída para que a terra fosse ocupada com plantações ou pastagens de gado. Os resíduos das atividades industriais passaram a ser jogados nos rios, pois pensava-se qua a água limpava tudo. Da mesma forma, o resíduo resultante da queima de combustíves pelas fábricas passou a ser lançado no ar, poluindo a atmosfera.

Uma vez destruídas as matas, os animais que nelas viviam tiveram que migrar para outros lugares ou acabaram morrendo; com a poluição dos rios, a vida neles tornou-se impossível; e o ar com resíduos tóxicos espantou os pássaros e passou a provocar doenças nas pessoas que vivem nas cidades. Muitas espécies de animais e vegetais desapareceram e outras estão em via de extinção.

A derrubada da mata

Para aumentar a área de cultivo e pastagens, da constução de edifícios e casas, de exploração de minerais etc., o homem vem derrubando florestas de maneira descontrolada. Com isso tem causado vários prejuízos ao solo. Clique aqui.

Sem raízes das árvores:

  • a terra fértil é mais facilmente levada pela água das chuvas, tornando o solo pobre para a agricultura.
  • riachos e fontes podem secar, já que a infiltração de água na terra torna-se bem menor, pois é principalmente pelos caminhos das raízes que a água penetra solo abaixo.

É importante lembrar que os vegetais, principalmente as algas marinhas, renovam o oxigênio do ar.

A caça e a pesca

A velocidade com que o homem vem caçando e pescando animais é bem maior que a velocidade de reprodução destes seres. Um exemplo disso é a pesca predatória: grandes navios pesqueiros usam instrumentos cada vez mais sofisticados, recolhendo indiscriminadamente dos mares tanto os peixes prontos para o consumo, como filhotes e fêmeas em época de reprodução.

O uso de pesticidas

Pesticidas ou agrotóxicos são substâncias usadas no combate às pragas das lavouras. Entre os mais conhecidos estão os DDT, o BHC, o malathion e o lindade.

Os fabricantes desses produtos são obrigados por lei a determinar um prazo para a realização da colheita a partir da data de aplicação do pesticida. O objetivo disso é deixar que o efeito tóxico do produto desapareça até que colheita dos alimentos seja realizada. Por isso, é muito importante que o agricultor não faça a colheita antes do término do prazo determinado pelo fabricante. Caso contrário, os alimentos serão colhidos ainda com o efeito tóxico do pesticida e poderão causar transtornos à saúde, como paralisia, tremores, problemas respiratórios, esterilidade ( incapacidade para reproduzir) etc.

A poluição da água e do ar

Esgotos contendo micróbios causadores de doenças, detergente, produtos químicos de indústriais, petróleo etc., tudo isso costuma ser lançado nos rios, lagos, mares e oceanos, com prejuízos irreparáveis aos ecossistemas.

A poluição do ar consiste na dispersão no ar de partículas de poeira, gases, fuligem etc. Os gases tóxicos e a fuligem são expelidos principalmente pelas chaminés das indústrias, pelos escapamentos dos carros e pelas queimadas de matas e florestas. Essas partículas podem causar problemas de saúde, como o câncer de pulmão, irritação nos olhos e narinas, entre outros.

(Durante a Guerra do Golfo, em 1991, a queima dos poços de petróleo por Saddam Hussein, presidente do Iraque, provocou um enorme prejuízo ao meio ambiente).

 Temos sérios problemas de poluição, atualmente. Vamos citar apenas dois, bastante graves.

  1. Material radiativo: acidentes em usinas nucleares e o manuseio inadequado desse material causam graves problemas de saúde e mesmo a morte de quem entra em contato com ele.
  2. Resíduos domésticos e industriais: nas grandes cidades, a quantidade de lixo orgânico (sobra de alimento) diária é superior à capacidade de solução. Cidades como São Paulo precisam construir grandes aterros para o lixo doméstico, ocupando espaços que poderiam ser utilizados para a construção de casas ou praças e parques, por exemplo; as indústrias despejam seus resíduos químicos e venenosos tanto expelindo-os para o ar, como escoando-os para os rios e o mar; esses resíduos contaminam os peixes que, ao serem ingeridos pelo homem, chegam a causar a morte por intoxicação. Clique aqui.

O progresso e a defesa do meio ambiente

Podemos pensar que a conservação do mundo em que vivemos só será possível se a humanidade abrir mão do conforto proporcionado pelo progresso. Entretanto, o progresso é possível sem que a natureza seja agredida e destruída.

Alguns exemplos comprovam isso:

  • A substituição da gasolina e do óleo diesel por energia solar para mover veículos é uma possibilidade cada vez maior.
  • Sacos plásticos já estão sendo produzidos com a combinação de derivados do petróleo e amido de milho. A grande vantagem disso é que, graças a essa combinação, o plástico se torna biodegradável, isto é, se decompõe, o que não ocorre com os sacos plásticos atualmente em uso.
  • O gás CFC (clorofluorcarbono) usado na indústria de refrigeração e na embalagem de alimentos é o principal responsável pela destruição da camada de ozônio na atmosfera. O ozônio é um gás que protege a Terra dos raios ultravioleta do Sol, prejudiciais para os seres vivos. Entretanto, novos gases já estão sendo testados com sucesso na substituição do CFC.
  • Governos de vários países vêm intensificando programas de transporte por meio de veículos movidos a energia elétrica, como trens, ônibus e bondes, pois esse tipo de energia não polui o ambiente. No japão, por exemplo, está sendo testado um trem denominado Maglev, abreveatura de levitação por magnetismo. Esse trem, impulsionado por força magnética, se mantém suspenso a dez centímetros acima dos trilhos e desenvolve a fantástica velocidade de 500 quilômetros por hora.
  • Em Londres, há trinta anos o rio Tâmisa era totalmente poluído. Era impossível o desenvolvimento de qualquer tipo de vida em suas águas. Doze anos depois de iniciados os trabalhos de despoluição, colocaram-se ali os primeiros peixes, que se reproduziram; hoje o Tâmisa é um rio povoado e de água limpa.
  • No Brasil, há um programa do governo do Estado de São Paulo para despoluir o rio Tiête, totalmente poluído na extensão em que atravessa a cidade de São Paulo; o programa ainda não alcançou esse objetivo. Só depois que o Tiête apresentar uma taxa aceitável de oxigênio é que os peixes voltarão a viver naquela água.

 Fonte: Ciências e Educação Ambiental – Daniel Cruz – Editora Ática

Observaram como é importante praticarmos ações, mesmo que pequenas, mas que possam de alguma forma contribuir para a melhoria da qualidade de vida de todos nós moradores do nosso planeta. Pense nisso, faça sua parte e procure se informar em como contribuir para a preservação do meio ambiente.

Clique para aquecimento global.

Bjs. Profª Ester.

 Clique aqui para jogar.

,


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: